sexta-feira, janeiro 8

Horizontes

Fotografia de Bernardo Coelho


Ao longe a paisagem
mostra o assobio
do vento.
Eu vislumbro a perfeição da vida
que o olhar do artista retrata
num finito limite entre a  vida
e a amplidão.
Do alto a moça bela
sonha o instante.
A vida acontece a cada dia
e se faz
 de escolhas pessoais.
A busca constante
do homem de bem é a paz e o amor
talvez a firmeza do chão sobre os pés.
Diante da paisagem,
a moça.
Horizontes sonhados
nem sempre tão fáceis
onde  homens se perdem e lamentam depois.
No alto está Deus
acima de tudo.
Do alto vem a força
e a moça contempla
com a luz de sua alma
a beleza da vida.
Bela é a moça
em seus sonhos de vida
pois além do horizonte
está seu sonhar.
A paisagem que é verde
mistura-se
ao verde que encanta
do seu belo olhar.

(Para Paloma, a menina dos olhos verdes e alma linda)

Um comentário:

Marisa Figueiredo Bragalia disse...

Essa é você menina. Gosto tantão assim de você.
Obrigada pela sua presença na vida de nossa família.